WOODEN SHJIPS (03)

A primeira banda, uns tais Sic Alps, deram cabo dos meus ouvidos. Não gostei. Comecei a pensar para os meus botões, "...Se isto é assim, então estou lixado...." "Quero dormir !!!" gritava mas ninguém ouvia. Poderá, a munição estava bem por cima da minha cabeça. De qualquer forma estava bem com o Astro Kid e com a Ké. E eis que entram em cena 4 gajos vindos de San Francisco. Um deles era o Nash que queria ir em tournée com os Heads e ofereceu uma tshirt fabulosa do "Frisko Freakout" à Ké. O vocalista/guitarrista, Ripley, a primeira coisa que diz quando chega ao micro é "Echo Echo Echo" e o som propaga-se por uma sala bem recheada. "Alto que isto pode ser que prometa". E realmente o Astro Kid tinha razão. A primeira música, que penso terá sido a We Ask You To Ride, tirou logo o sono. Comecei a entrar em transe. Aquilo é um psico/garage/krautrock/new wave do caraças. Qual droga, qual álcool, qual que !!! A munição estava em cima das nossas cabeças e o volume estava de tal forma no máximo que a linha de baixo e o loop de bateria quase que me deixaram hipnotizado. Eu e o Astro Kid ficamos a olhar um para o outro do género, "F…, esta merda é muito fixe". Um excelente concerto. Não me recordo quanto tempo durou. A partir daquele momento era fechar os olhos e ser embalado pelas descargas sónicas da guitarra e o grito alucinante do órgão. Jefferson Airplane, Doors, Iron Butterfly, Blue Cheer, 13th Floor Elevators, Neu!, Kraftwerk, Joy Division... O que quiserem... e são bem capazes de encontrar bocadinhos deles no som dos Wooden Shijps. Os outros dois foram para o Triplex dançar a noite toda. É assim mesmo. Como diria o Lemmy/Probot "Rock out, make it quick, My, my, my, let it rip, Rock out, feeling good. Break your heart. Shake your blood.". Eu decidi ir comer um cachorro para os lados da marginal de Gondomar.  Hasta my Friends

Sem comentários: