MÃO MORTA

Ouvir Mão Morta é um cocktail de sensações que nos faz “…sentir o vento frio na cara…” (1), ou ficar “…horas a olhar para uma mancha na parede…" (2), como “… anjos de pureza evadidos dos lazeres…”(3).
Pode ser um cenário onde “… vinha um homem; Encoberto pelas sombras da noite…” (4), e onde “… o silêncio acompanhava o olhar vazio; A dor”, (5). As vezes sentimos que “…não há nada a escolher” (6), e só nos falta ir “…para a revolução Fazer a festa de cocktail na mão”(7) mas, “Tem calma irmão, Que a morte não precisa ser assim, Canta e vais ver, Que a vida não te larga mais por fim” (8). Será que “Sopra forte o vento na fogueira que arde em mim Sinto a selva agreste nos batuques do meu peito”(9)? Mas se “…O desejo persistir…”? (10) e que “…Faz de mim um escravo” (11)? A resposta só pode ser uma, “Num sonho de mil e uma fantasias, O desejo cruzando os neons, Em projecções plásticas...” (12) onde os “Os paralelos asfixiam a alma; Solidão, saudade” (13), sinto que “ESTOU FARTO DE MIM ESTOU FARTO DE MIM, ESTOU FARTO DE MIM ESTOU FARTO DE MIM”, (14). Nota: este texto foi construído com base em músicas que os Mão Morta tocaram na passada sexta feira:
(1) Amesterdão, S.21 Mutantes, Fungui, 1992.
(2) Tu disseste, Primavera de Destroços, CD, NorteSul, 2001.
(3) Anjos de Pureza, Há Já Muito Tempo que Nesta Latrina o Ar se Tornou Irrespirável, CD, NorteSul, 1998.
(4) Anarquista Duval, O.D., Rainha do Rock & Crawl, LP, Área Total, 1991 / CD, NorteSul, 1998.
(5) Arrastando o seu Cadáver, Primavera de Destroços, CD, NorteSul, 2001.
(6) Tetas das Alienação, Há Já Muito Tempo que Nesta Latrina o Ar se Tornou Irrespirável, CD, NorteSul, 1998.
(7) Charles Manson, O.D., Rainha do Rock & Crawl, LP, Área Total, 1991 / CD, NorteSul, 1998.
(8) Gnoma, Nus, CD, Cobra, 2004 / LP, Lux Records, 2004.
(9) Cão da Morte, Primavera de Destroços,CD, NorteSul, 2001.
(10) “E se depois”, Mão Morta, LP, Ama Romanta, 1988 / CD, NorteSul, 1998.(11) Quero morder te as mãos, O.D., Rainha do Rock & Crawl, LP, Área Total, 1991 / CD, NorteSul, 1998.
(12) Lisboa, S.21 Mutantes, Fungui, 1992.
(13) 1.º Novembro, O.D., Rainha do Rock & Crawl, LP, Área Total, 1991 / CD, NorteSul,1998.
(14) Penso que Penso, Primavera de Destroços CD, NorteSul, 2001.

Sem comentários: