FRANK CABRAL

Conheci o Frank Cabral, em 2008, na sua pequena fabrica, por trás da Praia da Macumba.
Tinha acabado de chegar ao Rio, fazia três horas, e, com o contacto prévio, fui buscar uma 7.7"" que acompanhou as minhas férias (vejam o meu post de 04 de Agosto de 2008).
Fiquei com uma imagem muito boa do Frank Cabral.
Pareceu ser, como se diz no Brasil, "Gente Boa".
Vejam esta entrevista que ele deu à revista on line www.craud.net.
Fiquei sensibilizado com este trecho da entrevista, que aqui transcrevo, e que demonstra que as vezes temos mesmo de ir atrás dos nossos sonhos:
"CRAUD - Quanto tempo você tem de shaper, e conta também porque você resolveu mudar-se do nordeste (Alagoas) do Brasil para a região sudeste? (...) Cabral- Vocês vão adorar essa parte, espero que sirva como exemplo para as pessoas que acham, que só se ganha uma batalha se tiver dinheiro, errado! Em 2004 decidi que lutaria pelos meus sonhos de todas as formas e que estava pronto para enfrentar todos os obstáculos da vida na busca de novos conceitos e de uma vida melhor, e fazendo o que amo. Naquele ano, sabia que teria que 'sair fora' para outros estados ou até mesmo outros países. Tentei primeiro ir para Sul, mais não deu certo, então em 2005 cheguei ao meu limite, decidindo que meu destino naquele momento era o Rio de janeiro. Mais como eu iria para o Rio sem dinheiro. Foi aí que me veio umaa idéia, a de fazer um mutirão entre família e amigos, e também vendi uns objetos que eu tinha. No final acabei comprando uma passagem de só de ida (risos), e levei uma grana que daria para me manter alguns dias. Cheguei ao Rio na metade do ano de 2005, com uma prancha feita por mim, uma mochila, e cheio de medo por causa das histórias de violência que sempre via na TV. Agora vocês não vão acreditar! Eu não conhecia ninguém, nunca tinha viajado para Rio e não tinha ninguém me esperando no aeroporto. 'O resto dessa história vou contar na minha biografia se Deus quiser'.(mais risos) "
Termino este post com o mesmo desejo do Frank Cabral:
"Surfe é paz, relaxamento, cultura, tranquilidade, harmonia, sentimento, educação, prazer, preservação". Surfe é vida".

Sem comentários: