KRAUTROCK BBC 4 (01)


Tomei contacto com Krautrock através dos Faust. Não pensem que sou um iluminado que há 13 anos, com apenas 20 de idade, decidi mergulhar no mundo atmosférico, electrónico, proto-punk, ou o que quiserem chamar, do Krautrock. Não sou o Julian Cope e nunca gostei do Stockhausen (1).  A história é outra. A sede das empresas do meu pai era no Candal, Vila Nova de Gaia. Berço da Luciana Abreu e dos Gémeos Guedes. Quando estava na faculdade passava muito tempo por lá. A fazer uns trabalhitos de secretariado, entregar encomendas, no Porto, Gaia, Maia e Gondomar - muitas viagens fiz para Atães e para os restaurantes na marginal do Rio Douro - ia aos bancos, atendia clientes, etc. Quando tinha tempo, fugia para fumar uns cigarritos com o Chico. Ele era um tipo porreiro, mais velho, que gostava de Sisters, Joy Division e afins e, uns anos antes, tinha passados uns tempos na Escócia onde comprou o Faust Tapes. Comprou-o pela mesma razão pela qual eu mantive o disco na minha posse durante mais de uma década. A Capa era muito fixe!!!  Sim senhor. Confesso. Fiquei com aquele disco porque a capa era fixe e diferente de tudo o que tinha visto até então. Tentei ouvir o disco diversas vezes mas não gostava daqueles sons demasiado experimentais. Em abono da verdade, devo dizer, que nessa altura, já conhecia Kraftwerk. Tinha o Computer World e o Men Machine. Sabia que os Repórter Estrábico tinham feito uma versão da música More dos Can para o seu álbum 1Bigo. Todavia, não imaginava o que era o Krautrock e que havia alguma ligação entre os Faust, Can e os Kraftwerk. Comecei a procura de álbuns antigos dos Kraftwerk, nessa altura, apanho com o vídeo do Ruckzuck e fiquei colado no You Tube. Fiquei extasiado como os membros da audiência desse vídeo. Logo a seguir vejo um link para os Neu!. Apanho a Hallogallo e fiquei parvo a pensar mas o que é isto? Alguém falou do Head Heritage do Julian Cope e do Krautrocksampler. Bem… Foram só precisos meia dúzia de dias para começar a ouvir Neu!, Amon Düül, Popol vuh, Tangerine Dream, Can, etc. 

Sem comentários: