BRAZÕES


Os Brazões, mais conhecidos por serem a banda suporte da Gal Costa durante a sua fase do Tropicalismo, foram uma das mais interessantes bandas do psicadelismo brasileiro. Voltei a eles, ontem, quando organizava os meus Mp3s. Devo ser sincero, quando andava perdido por Santa Catarina, terra onde o psicadelismo teve uma grande projecção, a minha cabeça pairava com músicas dos Mutantes, Galaxies, Baobas, etc,  nunca tinha ouvido falar deles. Só em Portugal, no ano de 2008, depois de ter assistido ao concerto dos Haxixins, no Plano B, e quando trocava uns cromos com o Sir Uly  ele diz "Pó Rapaz...Não ouve só Mutantes não.... Tem de ouvir os Brazões. Muito bom...". Como cromo que sou,  fui à procura dos Brazões e, infelizmente, fui obrigado a sacar o primeiro álbum, de1969, da net. Com um som imerso em batucada, ritmos tropicais e muita guitarra fuzz e wah wah, os Brazões, trazem música fabulosas como Espiral e as versões da "Feitiço", do Tom Zé, e a "Volkswagen Blue" e "Pega a Voga Cabeludo" do Gilberto Gil. Pelo que investiguei na internet, este grupo tem dois registos fonográficos mas, infelizmente, só consegui descobrir este. Espero que gostem. 

Sem comentários: