JOSÉ CID - 20 Anos

Este post é sentimental. Se alguem ficar com uma lagrimazinha no canto do olho, peço desculpa, mas comecem a cantar Bonga! 
Questão Prévia: quero deixar claro, pois sei que este é um assunto sensivel, a fixação que tenho com o José Cid prende-se, apenas e só, com os discos com o Quarteto 1111, não gosto da sua fase de Rock Progressivo (embora reconheça mérito) e muito menos de tudo o que ele fez desde a década de oitenta até agora.
Todavia, isso não impede de o ter visto, duas vezes, em concerto; de o João Filipe ter actuado com ele no Passos Manuel; de ter oferecido, juntamente com o Nardo, um vinil, raríssimo, com os grandes exitos, ao Américo; e de cada vez que ouço esta música lembrar diversas coisas. 
Isto a proposito do seguinte: 
Em 1990, andava eu no Liceu Júlio Dinis, escrevi um pequeno texto para um concurso inspirado na serie de Livros Uma Aventura e promovido pela editorial Caminho. Depois de muitos anos, descobri, atraves dos Amigos do caster um exemplar de Uma Aventura no Supermercado, 6.ª Edição, onde aparece a minha cara de puto. 
O próximo passo será descobrir uma cópia do texto de duas páginas que escrevi... Por isso, e dedicado aos miúdos do 7.º/8.º/9.º D (onde andava eu, o Américo e o Nardo) da Júlio Dinis e a uma miúda de cabelo preto que andava de mota pelo "Quasar" e não me ligava puto... Aqui fica...

Sem comentários: