OS TITÃS

As vezes dizem nos coisas que apesar da sua inocência, e candura, acabam por nos fazer pensar em “Porques”. Ontem de manha, sai para tomar café com a Isabel e quando ela entra no carro, a primeira frase que saiu foi: “Olha… Deu-lhe outra vez para andar a ouvir José Cid!”. Realmente… Porque? Nem gosto assim tanto do homem. Reverencio o Quarteto 1111 e algumas músicas dos seus primeiros álbuns a solo. O que fascina nesta época não é tanto a qualidade do som mas a forma como ele é interpretado. Isto é, sempre que procuro coisas portuguesas dos anos sessenta e setenta não me interessa chegar à conclusão de que os Quarteto 1111 ou os Pop Five Music Incorporated eram bandas tecnicamente boas e com canções de um nível muito elevado para aquela altura. Eram bons músicos, com boas composições ou boas versões. Quero descobrir aquilo que descobri com os Mutantes, os Brasões e toda uma serie de bandas ligadas ao tropicalismo… A ligação cultural à música. Essa é a pedra de toque. Pegar em composições britânicas e/ou americanas e ligar à raízes da musica popular portuguesa, ao cancioneiro nacional, a lendas e tradições portuguesas. È isto que me leva a ouvir, sem enjoar, os Quarteto 1111 e os Titãs. (Não confundam com a M#”&= da banda brasileira!) Com uma discografia composta por 3 E.P.: Vira da Nazaré (7"EP, Orfeu, 1963), Tema para Titãs (7"EP, Orfeu, 1963) e Janela Aberta (7"EP, Clave, 1969), são um belo exemplo disso mesmo. Se é certo que eram cópias dos “Shadows”, a ligação com o cancioneiro popular, por exemplo de Trás os Montes, faz toda a diferença. Isto sim… Vale mesmo a pena ouvir. Espero que gostem. Fonte: Músicadosanos60.com :“Este grupo forma-se em 1963 , com Fernando Costa Pereira, João Lourival , Simões Carneiro e João Braga. A sua formação era idêntica à dos Shadows e os temas tinham, também, semelhanças com o grupo inglês... Gravam o seu primeiro EP com temas populares como " Canção da Beira Baixa" e "Vira da Nazaré" , para além de "Menino D'oiro" de José Afonso; todos instrumentais e tocados à moda dos Shadows. Gravam ainda outro single que inclui " Tema Para os Titãs" … O grupo sofre uma evolução, em 1967, com a entrada de instrumentos de sopro e vocalista. Um dos membros que entra para o grupo é José Lello …  toca saxofone e canta …Os Shadows Portugueses, apesar de tudo, durarão pouco mais tempo, já que a separação acontece ainda antes do início da década de 70.”.

Sem comentários: