CÃES VADIOS - REI DOR

Os Cães Vadios foram uma das bandas nacionais que, ao lado dos Repórter Estrábico, mais vi actuar. 
Foi durante a década de noventa que acompanhei David Dano, Lucas e o Óscar. 
Recordo, como se fosse ontem, os concertos no Ritual Rock, Labirinto, Palha d' Aço, entre muitos outros. Tenho pena que o álbum, embora preparado, nunca tenha sido lançado. 
A "Rei Dor" fez parte da K7 "T-Secret Sessions" do Fanzine "Peresgotika". 
Foi gravado na sala de ensaios, do grupo, em 4 pistas, em princípios de 1991. A formação era composta por David Dano (voz), Guilherme Lucas (guitarra), Óscar  (baixo) e Carlos Moura (bateria). 
Nesta altura Lucas e Carlos Moura eram os sobreviventes da formação original. 
De forma a ficarem com um pouco mais de história sobre os Cães Vadios deixo aqui o texto constante do site www.anos80.no.sapo.pt: "O grupo surgiu em Novembro de 1985 na cidade do Porto. Começaram por se chamar A Moral dos Idiotas mas rapidamente mudaram de nome para Os Cães, A Morte E O Desejo. A primeira formação incluía Carlos Moura (voz), Guilherme Lucas (guitarra ritmo), Vítor Guedes (guitarra solo), Pedro Duarte (baixo) e Pi (bateria). Já com Calheiros na bateria gravam, em Dezembro desse ano, o tema "Elvis - Swing de Uma Noite de Verão" para o duplo LP "Divergências" da Ama Romanta. O grupo inseria-se no movimento Rockabilly/Psychobilly. Calheiros e Pedro Duarte saem do grupo e Carlos Moura passa para a bateria. Para o lugar de vocalista entrou Rodrigo Gramacho. Os primeiros concertos da banda realizam-se no Solar da Cruz Vermelha, em Massarelos, Porto,  nos dias 12 de Julho e 2 de Agosto de 1986. Em Setembro desse ano mudam o nome para Cães Vadios. No início de 1987, a Ama Romanta lançou um single, produzido por Nuno Rebelo, com os temas "Cães Vadios", "Bêbado" e "Marcianos". O lado A toca a 45 RPM e o B, com dois temas, a 33 RPM.  A k7 "Bem Fundo", de 1991, é editada em França pela indie "Eat Rekords" e distribuída na Alemanha com o fanzine "Urbem".  Nesta altura a banda já estava virada para o hardcore [NECROCORE-SEXOCORE-LOVECORE] e na nova formação militavam David Dano (voz), o ex-Cagalhões Óscar Q. (baixo), Guilherme Lucas (guitarra) e Carlos Moura  (bateria). O tema "Bem Fundo" é incluído na compilação "Distorção Caleidoscópica" com o teledisco a ser divulgado no programa Pop-Off. Em Outubro de 1992 fizeram a primeira parte dos três concertos que os Young Gods deram em Lisboa, Coimbra e Porto. Em 1993 mudam de baterista com a entrada de Zé Borges (ex-Alucina Eugénio). Gravam uma nova maqueta com os temas "Sou Único", "Mental City" e "Só". "Mental City" é incluído na compilação "Portugal Rebelde Vol.1"  e " Sou Único " aparece na primeira colectânea da revista "Ritual Rock".  
Enviar um comentário