EVOLUÇÃO - NOITES DE SABBATH

"Na velha mansão o caldeirão fumega/ Com fluidos viscosos feitos da feia erva/ Comício de Bruxas/ Na noite se alevanta/ Noites de Sabbath/ O Demo as comanda/ E já as bruxas cantam/ Feias palavras mesquinhas/ Negras vassouras montam/ Pintadas com a gordura de serpentes/ Chega a feia rainha/ Com um manto cor de sangue/ Longas unhas aguçadas/ Saída do negro caixão/ Longo Carnaval seguiu-se pela noite/ Antes da alvorada/ O demo despediu-se/ Comício de bruxas na noite se acabou.", Evolução, Noites de Sabbath, 1970.

Sem comentários: